AS FORMAS MAIS UTILIZADAS NA PRODUÇÃO DE PRODUTOS COSMÉTICOS

tipos de cosméticos

Hoje, a variedade de ingredientes de nova geração possibilita o desenvolvimento de formulações de uso tópico com maior especificidade e que tragam vantagens diferenciadas ao consumidor. Para isso, são utilizadas, de maneira apropriada, diferentes formas cosméticas para atender ao consumidor, que está cada vez mais exigente e ansioso por inovações. Portanto, veja quais são as formas cosméticas para produção de produtos cosméticos. Confira!

Os cosméticos representam uma das mais importantes categorias de uso pessoal e o segmento tem um mercado consumidor em constante crescimento em função da demanda cada vez maior por produtos mais elaborados, inovadores e eficazes.

 

tipos de cosméticos

 

Os produtos cosméticos apresentam-se em várias formas cosméticas, que são o estado final de apresentação desses itens.

A escolha da forma cosmética é realizada no início da concepção do produto, onde é avaliado o custo-benefício de cada forma. Assim, a escolha é feita de acordo com a concepção e a idealização do produto, podendo ter como objetivo a funcionalidade, a percepção sensorial, a estabilidade, a segurança e a eficácia do produto cosmético.

É importante ressaltar que todos esses fatores devem ser considerados em conjunto para que se obtenha o produto desejado e ainda agregar valor ao produto e aumentar a aceitação deste pelo consumidor.

 

AS FORMAS MAIS UTILIZADAS NA PRODUÇÃO DE PRODUTOS COSMÉTICOS

 

Entre as formas cosméticas mais utilizadas, temos:

 

tipos de cosméticos

 

1 – Cremes e Loções Cremosas – Emulsões

As emulsões são sistemas heterogêneos constituídos de duas fases imiscíveis – uma aquosa e uma oleosa – e de um terceiro componente, o emulsificante.

Emulsificantes são moléculas que possuem tanto uma porção polar quanto uma porção apolar. Quando são adicionados em sistemas que contêm óleo e água, eles podem emulsificar o óleo em pequenas gotículas e dispersá-lo no sistema como um todo.

tipos de cosméticosAs emulsões se caracterizam quanto a natureza iônica do sistema emulsificante empregado, podendo ser classificado como aniônicas, não iônicas e catiônicas. Também podem ser classificadas quanto a composição de sua fase externa: as formulações que possuem a fase aquosa no exterior, com gotículas de óleo dispersas, são denominadas óleo em água (O/A); as que possuem a fase oleosa no exterior e a água dispersa na fase interna são chamadas água em óleo (A/O).

tipos de cosméticosExistem também as emulsões múltiplas, que são sistemas complexos e heterogêneos em que os dois tipos de emulsões simples coexistem, formando emulsões do tipo A/O/A e O/A/O. Não podemos esquecer das nanoemulsões, que empregam tecnologia avançada e são cada vez mais utilizadas devido aos benefícios esperados.

As emulsões de maior viscosidade são denominadas cremes e as de menor viscosidade são as loções ou loções cremosas. Por terem a capacidade de incorporar/ veicular substâncias de diferentes características físico-químicas, ou seja, de caráter lipofílico ou hidrofílico, são uma forma cosmética versátil e de grande aceitação.

Os cremes são amplamente utilizados em formulações cosméticas e considerados em apelo atrativo interessante para a área cosmética. Por outro lado, em algumas aplicações são usadas loções cremosas porque os cremes são considerados “pesados”, já as loções geralmente possuem menor quantidade de ceras e óleos, o que torna a formulação mais leve, menos gordurosa.

tipos de cosméticosOs géis-cremes são emulsões estabilizadas por coloide hidrofísico, contendo alta porcentagem de fase aquosa e baixíssimo conteúdo oleoso. Essas emulsões, em geral, não contêm material graxo como agente de consistência e são conhecidas como cremes e loções “oil free”. Esses produtos constituem uma forma cosmética que tem sido largamente utilizada na cosmetologia, pois no sistema “oil free” é possível veicular substâncias lipossolúveis, como filtros solares, óleos emolientes e princípios ativos oleosos, em um balanço adequado sem que a formulação final deixe sensação oleosa na pele.

As ceras autoemulsificantes são matérias-primas amplamente empregadas para a formação de emulsões na área cosmética. São compostas por um balanço de agentes de consistência, tensoativos e emolientes, permitindo a formação de cremes e loções.

Os cremes, loções e géis-cremes são utilizados em produtos como formulações para uso facial e corporal, e condicionadores de cabelos. Devido as matérias-primas utilizadas nas emulsões e as concentrações de usos, esses produtos podem apresentar várias funções como limpeza, massagem, hidratação, nutrição, entre outros.

Entretanto, apesar das grandes vantagens e aplicações das emulsões, o processo de desenvolvimento destas merece grande atenção e cuidado, principalmente quanto a avaliação de sua estabilidade, por se tratar de sistemas termodinamicamente instáveis.

 

2 – Géis

A forma cosmética gel é composta de dispersões coloidais constituídas por um sistema semissólido eu tem aspecto gelatinoso, formado por uma dispersão de partículas pequenas, coloidais, que estão em um diluente líquido.

Geralmente, as substâncias formadoras de géis são polímeros que, quando disperso em um meio aquoso, assume conformação doadora de viscosidade a preparação. Existem diversas matérias-primas que podem formar géis, mas as mais utilizadas são os polímeros carboxivinílicos. Eles ao serem neutralizados por base alcalinas como hidróxido de sódio, formam uma rede polimérica e são estáveis entre pH 6,5 e 7,5.

tipos de cosméticosExistem atualmente no mercado polímeros aniônicos pré-neutralizados que são extremamente versáteis na aplicação de produtos cosméticos. O copolímero vinil-pirrolidona, por exemplo, é um polímero formador de gel aniônico, estável em pH de 4,0 a 9,0, forma géis transparentes com sensorial agradável e ampla aplicação na indústria cosmética.

A goma sclerotium é um polímero natural que apresenta propriedades gelificantes, espessantes, emulsionantes, suspensoras e formadoras de filmes, com a capacidade de formar géis aquosos estáveis em condições extremas e uma ampla faixa de pH, na presença de sais e eletrólitos, álcool e solventes orgânicos.

A hidroxi-etil-celulose também é amplamente utilizada, e quando está na concentração adequada e mediante aquecimento, formam-se géis de consistência média e característica não iônica. É compatível com a maior parte dos ativos utilizados em dermocosméticos.

Os géis têm sido muito utilizados em produtos cosméticos e como base dermatológicas, pois possuem boa espalhabilidade, não são gordurosos e podem veicular princípios ativos hidrossolúveis e lipossomas.

Destaca-se sua aplicação em formulações direcionadas a pele oleosa. Em produtos para os cabelos, eles são utilizados como géis modeladores e também são muito comuns como géis de banho, para barbar e pós-barba.

 

3 – Suspensão

Suspensão é uma dispersão grosseira na qual partículas insolúveis, encontram-se dispersas em um meio líquido, geralmente aquoso. As suspensões podem ser elaboradas em uma diversidade de viscosidades, sendo que quanto maior a viscosidade menor a velocidade de sedimentação das partículas suspensas.

tipos de cosméticosÉ muito comum que suspensões tenham polímero em sua formulação, de modo que estes possam formar uma rede molecular que pode ajudar na estabilidade do produto final, provocando uma inibição nas forças de atração entre as partículas suspensas.

Como exemplos de suspensões, podem ser citados os esfoliantes, as loções fotoprotetoras que possuem dióxido de titânio ou óxido de zinco suspensos, e as bases líquidas de maquiagem que têm pigmentos em sua composição.

 

4 – Pomadas

As pomadas são preparações gordurosas e semissólidas que podem ser anidras ou conter apenas uma pequena quantidade de água. Essa forma cosmética é utilizada quando se busca um revestimento viscoso, a adesão e a oclusão da pele ou de seus anexos.

tipos de cosméticosAs matérias-primas utilizadas para a formulação de pomadas podem ser hidrocarbonetos como a vaselina, óleos fixos de origem vegetal ou silicones. Por causa de sua composição oleosa, esse tipo de formulação apresenta poucos problemas de estabilidade e contaminação, entretanto, pode apresentar uma menor aceitação sensorial devido a essa característica oleosa

Em produtos cosméticos, as pomadas são utilizadas para a elaboração de pomadas labiais, pomadas modeladoras capilares e de produtos de relaxamento capilar.

 

5 – Pós

Os pós são matérias-primas sólidas com tamanho de partícula reduzido que se apresenta na forma de uma mistura fina. Ingredientes muito comuns para a formulação de pós são: talco, amido de arroz, amido de milho, silicatos ou dióxido de titânio.

tipos de cosméticosEssa forma cosmética é estável, mas é preciso ficar atento quanto a contaminação de água pela preparação dos pós. Portanto, a embalagem adequada assume papel importante para o desenvolvimento de um produto estável e seguro.

Os pós são muito utilizados em maquiagens, pós para os pés, pós para bebês e produtos de higiene feminina.

 

7 – Aerossóis

O aerossol é uma suspensão de partículas líquidas sólidas ou líquida em um gás, o que resulta na dispensação de um produto sob pressão. Esse tipo de forma cosmética é utilizado quando o objetivo é facilitar a aplicação.

tipos de cosméticosÉ muito utilizado em desodorantes, cremes de barbear, sprays de cabelo, e, mais recentemente, protetores solares. Sua produção geralmente envolve um processo de pressurização.

A avaliação de sua estabilidade envolve verificar se a formulação não vai interagir com a embalagem provocando, por exemplo, corrosão e/ou oxidação.

 

8 – Bastões

Essa forma cosmética é muito comum em produtos que não são manuseados diretamente pelo consumidor, como antitranspirantes, desodorantes e batons.

tipos de cosméticosOs bastões podem ser constituídos por uma variedade de materiais: os batons, por exemplo, são compostos por cera e óleos; os desodorantes podem ser formados por soluções hidroalcoólicas, que são solidificadas por estearato de sódio; e os antitranspirantes podem ser compostos por álcoois graxos e silicones.

Atualmente, observa-se uma grande evolução quanto a aplicação de novas formas cosméticas, considerando a complexidade das formulações, onde uma única formulação pode ser a combinação de diferentes formas cosméticas.

Entretanto, diversas categorias de produtos cosméticos exploram a diversidade das formas cosméticas para garantir a melhor performance do produto e para melhor aceitação por consumidores que apresentam demandas e necessidades diferentes.

 

Veja também  “FIXADORES/ESTILIZANTES CAPILARES: TIPOS E FORMULAÇÕES.”

Deixe seu comentário, dicas e sugestões. Pesquise em nosso Blog e compartilhe com os amigos. Curta nossa página no Facebook e vejas novidades no nosso canal do YouTube.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.