CABELO ELÁSTICO – O QUE FAZER?

Quem não gosta de mudar o visual, não é mesmo?! Mudar de cor, descolorir, cortar, alisar, encaracolar… são muitas as opções e as vezes acabamos exagerando na dose. E quem sofre com isso são os nossos fios capilares! Se seu cabelo está quebrando com uma só passada do pente ou escova ou quando você puxa, ele estica até se partir, fique atenta e veja as dicas de como recuperar o cabelo emborrachado e elástico. Confira!

 

 

CABELO EMBORRACHADO E ELÁSTICO

 

O terror de muitos que apostam em produtos e procedimentos químicos é o famoso efeito “elástico” ou “emborrachado”.  A má aplicação, o uso exagerado de produtos e procedimentos em um curto espaço de tempo ou a incompatibilidade entre químicas, podem danificar drasticamente os cabelos.

Todos esses fatores pode ocasionar a perda de queratina dos fios, mudando a sua estrutura e tornando-os tão finos e fracos a ponto de se quebrarem ou partirem com facilidade. Os fios ficam com o efeito denominado “chiclete” (quando o cabelo encolhe depois de esticado), perdem a elasticidade e umidade, ficam fracos e porosos, tendendo a quebrar e até cair.

Esse efeito pode ocorrer durante o enxágue após aplicação de alguma química no cabelo ou até mesmo dias depois.

Pode ocorrer também o temido corte químico, onde o cabelo fica tão frágil a ponto de partir.

 

NÃO CONFUNDA CABELOS ELÁSTICOS COM RESSECADOS!

 

Muita gente acaba confundindo cabelo elástico e emborrachado com fios ressecados. Fios ressecados, apesar de ser algo mais comum,  também é um problema, só que bem menos grave.

E existe algumas características que ajudam a diferenciar um cabelo ressecado de outro elástico e emborrachado. Veja:

Cabelo ressecado tem escamas dos fios abertas, o que provoca opacidade, deixando os fios sem brilho, pois os mesmo não refletem a luz.  A luz só reflete quando as escamas estão bem fechadas (seladas). Além disso, o cabelo tende a embaraçar mais do que o comum.

Já o cabelo elástico teve sua estrutura alterada, por isso perderam a sua elasticidade natural e adquiram um aspecto frágil, fino, seco e quebradiço. Quando o cabelo encolhe depois de esticado, os fios ficam extremamente finos e podem quebrar facilmente com apenas a fricção de uma escova.

Normalmente, o efeito elástico ocorre após um tratamento químico muito forte como a descoloração total dos fios, incompatibilidade química entre alisamentos – quando ele é feito com amônia e opta-se por hidróxido de guanidina em uma segunda vez, por exemplo. O resultado é um cabelo frágil e fino devido à perda de queratina, proteína e pigmento.

Portanto, se você fez o teste de esticar uma mecha molhada e ela encolheu, ficou toda franzida, então, provavelmente, você está sofrendo com o efeito elástico.

A boa notícia é que existem algumas dicas que podem ajudar a melhorar a saúde e aparência de cabelos elástico e emborrachados. Continue lendo e descubra quais são elas!

 

CABELO ELÁSTICO – O QUE FAZER?

 

1 – Interromper Procedimentos Químicos

Dê adeus as químicas por um tempo até a fibra capilar ficar forte e recuperada novamente. O cabelo elástico e emborrachado deve manter distância de processos químicos, principalmente alisantes e descolorantes, pois você pode acabar deixando a situação ainda mais séria com um corte químico.

Além disso, também é importante interromper o uso de secadores, chapinhas e babyliss, pois o calor pode prejudicar ainda mais os fios fragilizados.

 

2 – Cortar as Pontas

Para melhorar a saúde e aparência de cabelos elásticos ou emborrachados a primeira vista é cortar as pontas danificadas e ralas. Remover as pontas e extremidades corroídas e sem forma é a melhor maneira de começar a se livrar do problema.

 

3 – Repor a Massa Capilar

Para repor a queratina perdida pelos fios é preciso utilizar produtos que contenham aminoácidos e queratina para preencher o espaço que foi aberto na estrutura do fio pelas químicas usadas previamente, reconstruindo a fibra capilar.

 

 4 – Fazer Hidratações Semanais

É preciso repor a umidade dos fios, portanto invista em hidratações uma a duas vezes por semana para devolver a água nos fios para que fique mais macios e brilhosos.

 

5 – Nutrir os Cabelos

Aposte em nutrição pelo menos uma vez por semana. O procedimento pode ser feito com óleos ou manteigas vegetais, além de máscaras nutritivas.

Pode usar:

Manteiga de Karité;

Manteiga de Mumuru;

Manteiga de Cacau;

Manteiga de Cupuaçu;

Manteiga de Abacate;

Manteiga de Tutano;

Manteiga de Macadâmia.

 

6 – Fazer Umectação Semanal

A umectação repõe os lipídios (gordura) dos cabelos e é feita principalmente com óleos vegetais.

Pode usar:

Óleo de Coco;

Óleo de Oliva;

Óleo de Abacate;

Óleo de Tutano;

Óleo de Argan;

Óleo de Ojon, macadâmia, amêndoas, uva, outros.

Fazer uma vez por semana até que o cabelo fique alinhado e com menos volume.

 

7 – Fazer Reconstrução Ácida

Consiste em fechar as cutículas do cabelo usando produtos com o pH ácido. Tenha cuidado e de preferência faça em um salão.

 

 

8 – Fazer Cauterização

A cauterização também é um processo de recuperação onde se usa a queratina, porém de uma maneira diferente, pois utiliza uma queratina sem enxágue.

Esse processo, só deve ser feito uma vez por mês, para não ocorrer excesso de queratina e com isso, deixar os fios duros.

 

9 – Seguir um Cronograma Capilar

Se o seu cabelo elástico não estava tão crítico e você usava a máscara de queratina de 15 em 15 dias, quando recomeçar o calendário, diminua para uma vez ao mês.

Se precisa reconstruir os fios semanalmente, diminua a frequência para uma rotina quinzenal. Veja as tabelas para entender melhor e iniciar o seu cronograma:

 

Cronograma para cabelo descolorido e elástico em estado crítico:

1ª semana: hidratação – nutrição – reconstrução

2ª semana: hidratação – nutrição – reconstrução

3ª semana: hidratação – nutrição – reconstrução

4ª semana: hidratação – nutrição – reconstrução

 

Cronograma para cabelo descolorido e elástico:

1ª semana: hidratação – nutrição – reconstrução

2ª semana: nutrição – hidratação – nutrição

3ª semana: hidratação – nutrição – reconstrução

4ª semana: hidratação – hidratação – nutrição

Cronograma para o cabelo descolorido quase recuperado ou já saudável:

1ª semana: hidratação – hidratação – nutrição

2ª semana: hidratação – hidratação – nutrição

3ª semana: hidratação – hidratação – reconstrução

4ª semana: hidratação – hidratação – nutrição

Não existe milagre e não é da noite para o dia que você vai recuperar seu cabelo, pode levar meses. O mais importante é ter paciência e não desanimar!

 

Veja também “NO E LOW POO: O QUE É?”.

 

Deixe seu comentário, dicas e sugestões. Pesquise em nosso Blog e compartilhe com os amigos. Curta nossa página no Facebook e vejas novidades no nosso canal do YouTube.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.