CELULITE: TECNOLOGIAS NA BATALHA CONTRA A “CASCA DE LARANJA”

Uma das características que mais desagrada a mulher é a celulite e, infelizmente, não existe uma cura milagrosa, mas há maneiras de melhorar a aparência. Portanto, saiba mais sobre a estrutura da celulite e as tecnologias que se proclamam capazes de agir em sua aparência e podem ajudar você a se sentir melhor em sua própria pele. Confira!

A celulite é observada quase exclusivamente em mulheres e segundo alguns dermatologistas, 85% das mulheres ocidentais têm celulite, e as 15% que não têm, acham que têm.

Mas, na verdade, o que é celulite e o que não é?

Primeiramente, existe “celulite” e “celulite”, sendo que, para os médicos, trata-se de uma infecção difusa do tecido conectivo, com grave inflamação da derme e das camadas subcutâneas, devido a depósitos de gordura nas coxas e nádegas, muitas vezes após a efervescência hormonal da adolescência, menopausa e gravidez (estrogênio). Seu acúmulo é ampliado pelo estilo de vida: dieta excessivamente rica em alimentos muito calóricos, falta de exercícios físicos e o estresse do dia a dia.

 Já para a indústria de cosméticos, celulite se refere ao aspecto visível da superfície da pele das coxas e nádegas: a pele tem a aparência de casca de laranja ou de grumos de queijo cottage, especialmente visível quando a carne adjacente a esta é levemente comprimida.

Dessa forma, pensando em ajudar a aliviar os sintomas da celulite, a indústria de cosméticos da Europa e dos Estados Unidos investiu grandes esforços na pesquisa desse fenômeno e no marketing de produtos. Afinal, a medida que é melhor compreendido e se tem mais detalhes sobre a estrutura e as causas da celulite, é possível desenvolver tratamentos tópicos que reduzem o surgimento e podem combater os furinhos de uma vez por todas.

 

CAUSAS SUBJACENTES DA CELULITE

 

As causas da celulite podem ser encontradas no número, no tamanho e na disposição das células gordurosas, localizadas debaixo da pele, dentro da matriz de colágeno circundante e no ambiente aquoso. Esse tecido é dotado de conhecidas propriedades de regulagem de temperatura e de reserva de energia, visto que o tecido adiposo consiste de lipídios armazenados na forma de triglicerídeos – que representam a maior reserva de energia do ser humano.

Mas a celulite não se limita a pessoas obesas ou com sobrepeso. Alguns fatores podem levar as células adiposas hipertrofiarem, ou seja, induzir a compressão dos vasos sanguíneos, reduzindo o fluxo de sangue, que resulta na infiltração de água na hipoderme, tais como: sexo, etnia, biótipo corporal, distribuição de gordura e peso, flacidez cutânea e sedentarismo, alterações circulatórias, problemas hormonais, má alimentação e até o stress.

 

Entre os fatores de predisposição temos:

 

 

 

TIPOS DE CELULITE

 

Os graus de celulite são avaliados por meio da “Cellulite Severity Scale”, um método desenvolvido pelas dermatologistas brasileiras Doris Hexsel, Camile Hexsel e Taciana Dal Forno. Essa classificação, reconhecida internacionalmente, avalia as principais características clínicas da celulite, sendo elas:

 

 

Cada um dos itens acima recebe uma pontuação de zero a três. A soma total dos pontos vai mostrar se a celulite é:

 

 

Na celulite considerada leve, se a pessoa estiver em pé, não é possível observar alterações na pele. Quando a celulite é moderada, as depressões e elevações aparecem quando a área afetada é pinçada ou contraída. Já na celulite grave, o aspecto casca de laranja é percebido quando a pessoa está parada e em pé.

Nos graus avançados, a celulite pode até causar dor, endurecimento e sensibilidade na região, pois promove a compressão de terminações nervosas locais, comprometendo a qualidade de vida. Entretanto, de acordo com a nota de cada característica, é possível determinar como deve ser o tratamento mais eficaz.

Além da celulite mais comum, que aparece em algumas áreas do corpo como glúteos e coxas, existe a celulite facial, uma doença que atinge camadas mais profundas da pele, resultante de uma infecção causada por bactérias. A doença geralmente surge após traumas e feridas, e o local pode ficar inchado, vermelho e quente.

 

CELULITE: TECNOLOGIAS NA BATALHA CONTRA A “CASCA DE LARANJA”

 

Vamos enfatizar intervenções não cirúrgicas, não médicas, não invasivas, não instrumentais e sem relação com o estilo de vida, ou seja, vamos falar apenas de produtos aplicados topicamente, produtos para cuidado pessoal, tratamento da pele e tratamento corporal.

A maioria deles é composta por géis e cremes contendo uma ou mais substâncias que afirmam possuir efeito sobre a lipólise (processo pelo qual há a degradação de lipídios em ácidos graxos e glicerol) e contribuir para a lipogênese (síntese de ácidos graxos e triglicérides, que serão armazenados subsequentemente no fígado e no tecido adiposo), drenagem da água, recuperação de tecido e firmeza da pele.

 

Lipólise

A celulite se deve essencialmente a adipócitos hipertrofiados comprimidos. Para reduzir a pressão e tamanho dos adipócitos, e melhorar a arquitetura geral do tecido, é necessário começar reduzindo a quantidade de gordura armazenada nos adipócitos. Isso se consegue estimulando a lipólise, a hidrólise da gordura.

O ingrediente mais amplamente utilizado em praticamente todos os produtos da categoria é a cafeína, que pode ser sintética ou natural. Ela é extraída de grãos de café e está presente em pequenas quantidades em extratos vegetais exóticos, como mate ou guaraná.

Mas por que usar a cafeína? Bem,  a substância é capaz de melhorar o rendimento mental e motor, além de promover a queima de gorduras corporais e dar mais firmeza à pele, melhorando sua qualidade e combatendo a flacidez local.

Para obter resultados mais eficazes, clinicamente relevantes, pode-se utilizar a combinação de cafeína com carnitina, coenzima-A e extratos vegetais.

 

Inibição da Lipogênese

Inibir a lipogênese, por exemplo a síntese de novos triglicerídeos, ajudará a reduzir o volume do tecido adiposo. Portanto, são utilizados inúmeros ingredientes com o objetivo de reduzir a celulite como o hidroxicitrato, encontrado no hibisco, que limita a síntese de ácidos graxos. Outra abordagem é evitar que os ácidos graxos entrem nos adipócitos e o kahweol e cafestol, por exemplo, possuem essa propriedade.

Nessa mesma linha, já foram descobertos diversos ingredientes ativos que atuam sobre a armazenagem de lipídios, prevenindo que pré-adipócitos imaturos passem a ser células maduras capazes de armazenar gordura e aumentar de tamanho.

Moléculas de vegetais, como glaucina, extratos de andiroba ou semelhantes, inibem a maturação de pré-adipócitos, limitando, assim, novo crescimento do volume de adipócitos.

 

Drenagem

Parte da inflamação adiposa na derme, que leva a aparência empelotada da pele, é causada por água e fluido linfático que não conseguem escapar do tecido hipertrofiado comprimido. Dessa forma, para limitar e/ou reduzir o tamanho da celulite, ingredientes como extratos vegetais diuréticos, como o sabugueiro, formulados em géis higroscópicos, ajudam a eliminar o excesso de fluido.

 

Reversão Celular

Os desenvolvimentos mais recentes se referem a adipocitis maduros que passam da lipólise. A dimetoxiboldina presente na glaucium flavum, apresenta potencial para iniciar a reversão celular, levando o esvaziamento das células e a alterações morfológicas, com as quais os adipócitos se tornam células capazes de sintetizar e segregar colágeno, e manter sobre controle a excessiva armazenagem de gordura.

Além disso, os adipócitos esvaziados são destacados de seu ambiente de tecido tridimensional, com resultado não diferente do que é obtido pelo tratamento de ultrassom por meios mais “energéticos”.

Aliados os cremes e géis anticelulite, é interessante esfoliar a área afetada uma ou duas vezes por semana usando um bom esfoliante, que incentivará a renovação celular e removerá todas as células mortas que podem acentuar a aparência da celulite.

Além disso, manter a pele hidratada com um hidratante corporal nutritivo, também ajudará a manter a superfície da pele suave e a deixar as irregularidades menos visíveis.

 

COMO COMBATER O APARECIMENTO DA CELULITE?

 

A melhor forma de prevenir a celulite é ter hábitos saudáveis, como alimentação rica em proteínas e fibras, além de alimentos termogênicos, diuréticos e que eliminam as toxinas do organismo, ingerir bastante água, parar de fumar, usar cremes que melhorem a drenagem de líquidos e a flacidez, exercitar-se e manter-se no peso ideal.

Outra questão que propicia o surgimento da celulite é a má circulação sanguínea, que permite que as toxinas e gorduras se prendam às células. Entre os hábitos que causam esse problema estão o uso de saltos altos e roupas apertadas, por isso intercale-os com sapatos mais baixos e roupas mais largas. Além disso, permanecer muito tempo na mesma posição também prejudica a circulação e, ainda, é bom evitar hábitos como beber muito café, o que afeta a microcirculação, e fumar, o que afeta a qualidade do sangue que chega até a pele.

 

 

Deixe seu comentário, dicas e sugestões. Pesquise em nosso Blog e compartilhe com os amigos. Curta nossa página no Facebook e vejas novidades no nosso canal do YouTube.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.