A INOVAÇÃO DOS PRODUTOS ANTI-IDADE

produtos anti-idade

Os brasileiros estão vivendo mais e com o envelhecimento da população a busca por produtos para manter a pele com aparência jovem, retardar ou tratar os sinais do envelhecimento cutâneo estão cada vez mais em destaque. Portanto, conheça a trajetória e as características da formulação de produtos anti-idade, e os novos conceitos que chegaram ao mercado. Confira!

É fato que da mesma forma que os brasileiros estão vivendo mais, eles também estão se cuidando mais.  Afinal, ter um grau de vaidade, cuidar da pele e gostar de se sentir bem está relacionado ao bem-estar e a autoestima.

E quando falamos de pele, especialmente a pele do rosto, estamos falando de algo que está à mostra o tempo todo. A pele está em volta dos nossos olhos e do nosso sorriso, sempre junto à nossa expressão e nossa comunicação.

produtos anti-idadePor isso, quando a nossa pele mostra os sinais do envelhecimento, toda a nossa autoestima fica ameaçada, pois não é considerado “belo”. E dependemos da autoestima para ter confiança de tomar decisões importantes para traçarmos nosso próprio destino, seja na vida profissional ou pessoal.

Logo, a aparência pode repercutir fortemente na qualidade de vida, na autoestima e no convívio social das pessoas, principalmente das mulheres jovens e de meia-idade. Dessa forma, a procura para manter o rosto jovial, natural, sem rugas e expressões marcadas cresce cada vez mais.

Assim, acompanhando as transformações da sociedade, atualmente nunca houve tantas possibilidades no mercado para prevenir as marcas do envelhecimento, equilibrando adequadamente a saúde com os cuidados da pele do corpo e do rosto.

 

CUIDADOS COM A PELE

 

No processo de envelhecimento, o metabolismo cutâneo torna-se mais lento e com isso a pele sofre várias alterações, como a redução da hidratação, da firmeza e da elasticidade, tornando-se assim, mais seca, áspera, sem brilho e com os sinais de envelhecimento mais acentuados.

produtos anti-idadePor isso, todo o cuidado com a pele deve começar desde a adolescência com a limpeza diária da pele. Os hábitos de higiene são fundamentais para evitar acumulo de oleosidade, resíduos de maquiagem e poluentes na pele. O acúmulo de sujeira entope os poros, contribuindo para o aparecimento de cravos e espinhas, além de favorecer o envelhecimento precoce.

E mesmo que você não seja mais adolescente, ainda dá tempo de cuidar da pele:

Se a pele for oleosa – de aspecto brilhante, úmido, espesso e com poros dilatados – ou mista – de aspecto oleoso e poros dilatados na testa, nariz e queixo, e seco nas bochechas e extremidades do rosto – a pele deve ser limpa com sabonetes a base de ingredientes adstringentes, para remover as impurezas e desobstruir os poros.

Se a pele for seca – pouca luminosidade e poros pouco visíveis – ou normal – possui textura aveludada, com poros pequenos e pouco visíveis – é recomendado utilizar sabonetes líquidos com pH neutro e utilizar loção ou creme de limpeza para complementar o processo de limpeza, pois irão auxiliar na remoção de resquícios de óleo, sujeira e maquiagem. Também é indicado a esfoliação periódica para remover as células mortas da pele e estimular a renovação celular.

produtos anti-idadeAlém disso, independentemente da idade ou do tipo de pele, é recomendado utilizar hidratantes para ajudar na manutenção da pele, evitando o ressecamento, mantendo a umidade da derme, acrescentando nutrientes importantes para a revitalização e regeneração do tecido cutâneo, bem como para ajudar a prevenir o aparecimento de manchas, melhorar a luminosidade, retardar o envelhecimento precoce e conferir mais tônus a pele. Para a pele oleosa é indicado o uso de produtos oill free.

 

A INOVAÇÃO DOS PRODUTOS ANTI-IDADE

 

O tempo passa, a moda muda e nosso conceito do que é “belo” vai se modificando – às vezes, em uma velocidade um pouco menor.

produtos anti-idadeA busca por uma “pele perfeita” é tão antiga quanto a civilização, que utilizam o que encontravam na natureza para produzir seus cosméticos. Após a Revolução Industrial, os cosméticas passaram a ser produzidos em massa nas fábricas.

Em 1921, o farmacêutico Joviano Alvim, registrou o Creme Rugol, que era muito apreciado por mulheres que queriam manter a pele clara para diferenciar das trabalhadoras das lavouras de café.

O creme Nívea, em 1930, prometia conservar a beleza, saúde e frescor da juventude. Já a Pomada Minancora, criada em 1915 pelo português Eduardo Augusto Gonçalves, reunia várias funções e era usada contra odores da transpiração e para secar cravos e espinhas.

De maneira geral, até 1970, os produtos para o tratamento da pele tinham a formulação a base de glicerina e de outros ingredientes oleosos. A partir desse período os estudos voltados as reações da pele quando aplicado os produtos cosméticos se intensificou, bem como novas tecnologias demostravam a importância da hidratação da pele.

Surgiram, então, nas décadas seguintes inovações nas técnicas para desenvolver produtos antienvelhecimento. Em 1980, chegava ao Brasil produtos formulados com ácido retinoico, um derivado da vitamina A, que estimula a produção de colágeno, fibra que confere sustentação a pele. O ácido glicólico, extraído da cana-de-açúcar, se destaca no mesmo período, oferecendo benefícios similares ao ácido retinoico.

Ainda nos anos 1980, a indústria cosmética passou a utilizar os aminoácidos, que dão origem aos polipeptídeos, cuja função básica é formar um filme higroscópico sobre a pele ou os cabelos, aumentando a hidratação dos mesmos.

produtos anti-idadeEm 1986. A Natural lança a linha Chronos, a primeira com o conceito de renovação celular no Brasil. Em 1993, a Avon apresentou a linha anti-idade Renew, tornando-se a primeira empresa a incluir o ácido alfa-hidróxido (AHA) na formulação de produtos voltados ao mercado popular. Nos anos seguintes os produtos anti-idade passaram a usar ingredientes como proteínas derivadas do trigo, leite, queratina e colágeno.

Na década de 1990, surgiram inovações marcantes para os produtos anti-idade, como os lipossomas, que devido a sua flexibilização estrutural, podiam encapsular matérias hidrofóbicas, hidrofílicas e anfifílicas, sendo capazes de conduzir agentes ativos a camadas profundas da pele, conferindo aos ingredientes alto poder de hidratação e nutrição da derme.

Em 1995, a nanotecnologia foi empregada pela primeira vez em um creme facial antienvelhecimento em que era utilizada nanocapsulas de vitamina E. A nanotecnologia melhora a permeação cutânea e a estabilidade dos ativos, além de ter um efeito rápido, ação prolongada e um sensorial agradável.

A Nívea lançou, em 1998, o Nívea Visage Q10, um creme antirruga com a coenzima Q10 que auxilia o metabolismo energético, diminui o avanço da idade, colabora para a regulação do crescimento das células e para a diferenciação celular, tem efeito anti-inflamatório e ação antioxidante, entre outros benefícios.

No século 21, a categoria de produtos anti-idade chegou com grande diversidade de segmentação para vários públicos, períodos de uso e necessidades específicas da pele, além da promessa de efeito rápido e intenso.

Entre eles, temos o uso de vitaminas em produtos antienvelhecimento, conferindo, entre outros benefícios, ação oxidante aos cosméticos. As vitaminas e seus derivados também foram associadas aos filtros UVA e UVB conferindo novo impulso a performance dos produtos anti-idade.

 

produtos anti-idade

Hoje, os cosméticos anti-idade são caracterizados pela multifuncionalidade, utilizando matérias-primas que somam propriedades como hidratação, poder de absorção, umectância, alto índice de proteção, resistência a água e efeito sensorial.

Outra inovação em cosméticos anti-idade do século 21 é a utilização de células-tronco vegetais para melhorar a textura, vitalidade e a aparência da pele, bem como novos produtos que possibilitam manter o rosto jovem em 3D, melhorando a textura, flacidez e luminosidade da pele.

Trata-se do produto que alia ácido hialurônico e hidroxiapatita de cálcio. O ácido hialurônico é eficaz para preenchimento de lábios, olheiras e rugas profundas. A hidroxiapatita de cálcio estimula o colágeno, sendo um dos melhores biostimuladores da pele.

A combinação dos dois possibilita uma nova forma de preenchimento, conseguindo em uma mesma sessão uma melhora significativa do volume, das projeções e da qualidade da pele. Os resultados são duradouros e naturais, com poucos efeitos colaterais, como ligeiro inchaço e eventuais hematomas, que desaparecem em cinco a dez dias.

Entretanto, o produto somente será disponibilizado para médicos especializados, pois é necessário conhecimento profundo, detalhado e completo da anatomia facial.

 

FORMULAÇÃO DE PRODUTOS ANTI-IDADE

 

produtos anti-idadePara formular produtos anti-idade é preciso usar ingredientes que contribuam com a uniformização o clareamento da pele, bem como para o aumento da hidratação e o preenchimento de rugas e marcas de expressão, entre outros atributos.

Também é preciso levar em conta o tipo de pele e a faixa etária das pessoas a quem se destinam. Por exemplo, o público jovem, está mais preocupado com os primeiros sinais, assim, textura e sensoriais leves, além de ingredientes para proteção e prevenção do envelhecimento são mais atrativos.

Já um público mais maduro tem o foco no combate aos sinais de envelhecimento, assim a associação de ativos específicos, uma textura mais rica e emoliente, que devolve o aspecto de pele jovem e radiante é mais atraente.

Deve-se atentar para utilizar matérias-primas consideradas suaves para a pele, que agem no colágeno, na elastina e nos vasos sanguíneos, que melhorem a capacidade de retenção de água na pele e a proteja dos fatores externos, como a radiação UV.

produtos anti-idadeTambém é interessante alinhar aos ativos de origem vegetal; as argilas, que proporcionam efeito tensor e colaboram para a uniformização da pele, agindo como um excelente emoliente e hidratante.

Entre as matérias-primas que apresentam propriedades benéficas para formulações anti-idade, destacam-se as citadas a seguir:

 

produtos anti-idade

 

Os cosméticos anti-idade, com cada vez mais técnicas e ativos inovadores, combatem e amenizam os sinais do tempo, melhoram a textura da pele e oferecem resultados cada vez mais rápidos e assertivos.

E quem não quer “envelhecer bem” e ter uma pele saudável, não é mesmo?!

Mas não se prenda a ideia de uma “pele prefeita”. As imagens de “pele perfeita” que vemos o tempo todo distorcem a nossa percepção e, por muito tempo, nos faltou totalmente referências de peles reais na mídia e nas redes, mesmo que ainda em menor quantidade.

Por isso, precisamos ressignificar a beleza da nossa pele, mas não é um processo fácil e rápido. Como maior órgão do nosso corpo, ela é ativa, sensível e se regenera o tempo todo. Mais do que isso, ela conta partes da nossa história.

Por isso, o envelhecimento deve ser considerado algo natural e que deve ser feito com qualidade, e não algo a ser evitado.

Portanto, se ame e se cuide!

Veja também “O ENVELHECIMENTO DA PELE”.

Deixe seu comentário, dicas e sugestões. Pesquise em nosso Blog e compartilhe com os amigos. Curta nossa página no Facebook e vejas novidades no nosso canal do YouTube.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.