ENVELHECIMENTO DOS LÁBIOS: COMO PREVENIR?

Nem a pele dos lábios fica ilesa! Com o tempo, os lábios perdem volume, apresentam rugas e linhas finas. Mas engana-se quem acredita que isso acontece somente com idade mais avançada. Portanto, entenda como os primeiros sinais de envelhecimento aparecem nos lábios, e como prevenir ou minimizar o envelhecimento labial. Confira!

Os lábios e os olhos são capazes de expressar emoção, sensualidade e vitalidade, por isso são focos visuais da face e da juventude. Mas como estamos sujeitos, da cabeça aos pés, aos efeitos do passar dos anos, aos fatores genéticos e externos, a partir dos 30 anos já se pode perceber nos lábios um dos sinais mais visíveis e incômodos de envelhecimento.

Descamação, surgimento de linhas finas, irregularidades e perda de volume são as consequências visíveis. Mas como as rugas surgem nesta região?

Continue lendo e descubra!

 

ENVELHECIMENTO DOS LÁBIOS

 

No processo de envelhecimento ocorre um conjunto de alterações no nosso corpo que são característicos dessa fase. Algumas das mudanças corporais mais significativas ocorrem na pele do rosto.

E os lábios são mais susceptíveis aos sinais precoces de envelhecimento do que o restante da pele da face, sofrendo mais rapidamente com a poluição, tabagismo, raios ultravioletas, luz azul e exposição a luz infravermelha.

Alguns dos principais sinais do envelhecimento dos lábios são:

– Rugas verticais, popularmente conhecidas como “código de barras”;
– Lábios superiores mais finos e retificados;
– Perda da definição das bordas laterais;
– Queda do canto da boca;
– Formação de um sulco na parte inferior, comumente chamado de “linha de marionete”.

Mas como as rugas surgem nesta região?

Um estudo publicado na revista médica da Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos (ASPS), apontou que à medida que envelhecemos, o lábio superior aumenta e a espessura dos tecidos moles que o compõe diminuem, o que leva à perda de volume da região, conferindo, consequentemente, aquela aparência flácida e enrugada aos lábios.

Dessa forma, além dos fatores externos, os sinais visíveis de envelhecimento na região dos lábios são causados principalmente por uma combinação de flacidez e deflação, que levam à diminuição das fibras de colágeno e elastina, predispondo, assim, ao surgimento das linhas de expressão.

Outro fator importante que contribui para a mudança da aparência dos lábios com a idade são alterações ósseas no maxilar inferior e nos dentes. Por exemplo, a perda de densidade óssea pode causar perda no contorno labial e em seu suporte.

Rachaduras, ressecamento, manchas vermelhas nas bordas, diminuição do tom rosado/vermelho, perda de definição do arco labial e formação de linhas acima dos lábios também atuam no envelhecimento visual dos lábios. Até os 40 anos, ressecamentos e rachaduras relacionados com desidratação são os problemas labiais mais visíveis, porém esses problemas continuam aumentando e após os 40 anos aumenta as alterações de formato e cor dos lábios, tornando mais visível o envelhecimento labial.

Em suma, as contrações musculares repetidas, juntamente com o envelhecimento cutâneo, vão formar estas rugas, que, com o tempo, podem ser vistas mesmo quando os lábios estão relaxados.

Esses fatores variam de uma pessoa para a outra, tornando a fase de aparecimento das rugas bastante individual. Contudo, é muito comum encontrarmos as rugas de expressão ao redor dos lábios em fumantes, pois além de serem pessoas mais propensas ao envelhecimento cutâneo pelo estresse oxidativo do cigarro, acabam movimentando mais a região.

 

COMO PREVENIR O ENVELHECIMENTO DOS LÁBIOS?

 

É importante não esperar todos os sinais aparecerem para começar a cuidar, pois um tratamento gradual e feito de forma delicada pode trazer melhor resultado a essa região, com um efeito mais natural.

Ter uma vida saudável, evitar exposição solar, poluição e o tabagismo, bem como ingerir a quantidade correta de líquido ao longo do dia, ter uma alimentação rica em alimentos antioxidantes e sempre usar protetor solar específico para os lábios é fundamental para prevenir o envelhecimento labial.

Além disso, a aplicação de dermocosméticos com hidratantes potentes e específicos para rejuvenescimento dos lábios e ao redor da boca, com substâncias que além de hidratantes têm ação anti-inflamatória, regeneradora e de recuperação do tecido são grandes aliados para a prevenção das rugas nos lábios.

Veja abaixo alguns produtos para lábios que estão disponíveis no mercado:

 

 

Entretanto, mesmo com tentativas de cuidar dos lábios, ressecamentos e rachaduras as vezes ocorrem. Nesses casos, suaves exfoliações removem a pele ressecada, reparando e preparando os lábios para receber um produto cosmético, aumentando, assim sua eficiência.

Mas os dermocosméticos não estão sozinhos nessa. Caso os sinais de envelhecimento já começaram a aparecer e podem ser vistos mesmo quando o músculo está relaxado, então deve-se aliar aos hábitos saudáveis e a aplicação de dermocosméticos com alguns procedimentos clínicos.

A combinação entre os produtos e técnicas de rejuvenescimento labial ajudam a retardar o envelhecimento. Veja abaixo como alguns desses procedimentos funcionam:

Toxina Botulínica: Funciona como medida preventiva ou para a fase inicial de rugas e linhas finas. Injeções dessa substância são aplicadas por um médico especialista, em doses baixas, principalmente no lábio superior, onde costuma surgir o aspecto rachado. A técnica paralisa a contração muscular, evitando temporariamente a formação dos vincos.

Laser: Existem vários tipos, mas os mais indicados para linhas aparentes nos lábios são o de CO2, Q-Switched ou Erbium, pois estimulam a produção de colágeno, diminuindo a profundidade das rugas.  O processo é indolor, mas pode deixar a região sensível por até cinco dias.

Preenchimento: Feito com ácido hialurônico, é o procedimento mais procurado para a perda de volume. Em geral, pode-se esperar melhora na definição dos lábios e menos rugas, visto que as esferas com ácido hialurônico se aninham dentro das rugas e de forma eficiente absorvem água, inchando e imediatamente aumentando o volume perdido para a formação da ruga.

Lembrando que é preciso fazer uma avaliação adequada, por um profissional qualificado, respeitando as características individuais de cada um. Assim, a quantidade e a forma de se aplicar dependem de cada caso.

Por fim, em comparação com a pele de outras áreas da face e com outras áreas do corpo, os lábios estão sujeitos a maior dano, pois são mais frágeis, contêm menos camadas de células do que o restante da pele da face e possuem baixíssimos mecanismos de proteção. Portanto, quando for selecionar os produtos cosméticos para a região dos lábios, recomenda-se fortalecer sua proteção, para assim diminuir os danos e retardar os sinais de envelhecimento.

Veja também “A INOVAÇÃO DOS PRODUTOS ANTI-IDADE”.

Deixe seu comentário, dicas e sugestões. Pesquise em nosso Blog e compartilhe com os amigos. Curta nossa página no Facebook e vejas novidades no nosso canal do YouTube.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.