EFEITO DO SOL NOS CABELOS

Sempre ouvimos falar sobre o perigo e os cuidados que devemos ter com os raios ultravioletas na pele, mas os raios UV também são um perigo para o cabelo.  Independente do tipo de cabelo seja ele fino, grosso, liso, crespo, de coloração natural ou tingida, o cabelo exposto ao sol sem proteção realmente sofre uma  mudança química e muitas vezes irreversível! Portanto, continue lendo para saber sobre os efeitos do sol nos cabelos e quais os cuidados para manter seu cabelo lindo, saudável e protegido. Não perca!

Não é muito comum termos sempre em mente que a radiação solar também tem efeitos nos nossos cabelos, mas o sol pode desempenhar papel crucial no ressecamento e porosidade dos fios capilares. Assim, quando ficamos muito tempo expostos aos raios solares, os fios sofrem danos que, em alguns casos, só a tesoura consegue resolver.

 

 

 

Mas não precisamos chegar a esse ponto! Entenda quais são os efeitos do sol nos cabelos e veja como protegê-los da melhor forma possível!

 

COMPOSIÇÃO QUÍMICA DOS CABELOS 

 

Antes mesmo de falarmos sobre os efeitos do sol nos cabelos, precisamos entender primeiramente um pouco sobre a composição dos fios capilares. Veja bem:

O fio de cabelo é composto por 45% de carbono, 7% de hidrogênio, 28% de oxigênio, 15% de nitrogênio e 5% de enxofre. Essa composição química reunida forma a queratina dentro do córtex.

O cabelo é formado basicamente de queratina, uma proteína composta pelo encadeamento de um número muito grande de aminoácidos (sendo o mais importante à cistina) unidos por uma ligação chamada de ligação peptídica, que são ligações fortes e difíceis de romper. A queratina representa cerca de 90% da composição do cabelo, sendo seu restante completo por água, lipídios, sais minerais e vitaminas.

 

 

Esses aminoácidos assumem as características físicas de longas fibras, chamadas de cadeias protéticas, sendo a queratina constituída de muitas dessas fibras, as quais estão dispostas em paralelo e enroladas em torno uma das outras.

Assim, o cabelo é formado por cadeias de queratina dispostas em hélice, as quais estão presas por ligações à base de enxofre.

A principal característica da queratina é a existência de um alto teor de enxofre devido à presença de cistina, que possui dois grupos amino e dois carboxílicos, o que permite que este aminoácido faça parte de duas cadeias proteicas que assim ficam unidas através de ligações dissulfeto.

 

EFEITO DO SOL NOS CABELOS

 

Assim como a pele, as radiações UVA e UVB são capazes de penetrar nos fios e muitas vezes, a exposição ao sol se dá sem que seja percebida, apenas por caminhar sem nenhum tipo de proteção, porém os danos da radiação solar podem ser bem mais profundos do que imaginamos e causar danos na composição estrutural do cabelo.

A exposição excessiva ao sol torna o cabelo mais áspero e sem brilho devido a dano direto da radiação sobre as substâncias que unem as cutículas, como as ceramidas, deixando-os frágil e quebradiço por conta dessas alterações.

Quem nunca percebeu uma mudança de coloração dos cabelos, como um clareamento dos fios, quando passamos muitas horas no sol no verão? Às vezes esse é até um efeito desejável, mas na verdade o que ocorre é a destruição do pigmento contido no fio de cabelo como um resultado direto da oxidação da melanina no córtex, causada pelos raios UV. Além disso, a radiação ultra violeta também pode causar um enfraquecimento das ligações moleculares no cabelo, levando à fratura da cutícula e do córtex do fio, gerando assim, um cabelo seco e quebradiço, com textura áspera devido as cutículas danificadas, pontas duplas e quebradiças.

Os efeitos do sol nos cabelos são muito similares àqueles causados pela descoloração. Como um descolorante, a oxidação causada pelos raios do sol pode quebrar ou alterar a composição química e os componentes do cabelo.

O cabelo é formado por aminoácidos que estabilizam o fio de cabelo formando pontes de dissulfeto (Veja acima o que são pontes de dissulfetos), contribuindo enormemente para a resistência do fio, porém uma vez que o cabelo é oxidado pelo sol, as pontes de dissulfeto se transformam em compostos chamados ácidos sulfônicos. Estes ácidos são grudentos e tendem a deixar os cabelos embaraçados mais facilmente. E essa mudança das pontes de dissulfeto para os ácidos sulfônicos é permanente.

Por isso, é preciso proteger os fios contra esses efeitos, ou seja, os cabelos precisam de proteção e cuidados contra o sol. Da mesma forma que é preciso tomar alguns cuidados com a pele, é preciso proteger o cabelo dos danos que o sol pode causar diariamente e principalmente quando expostos excessivamente ao sol, água salgada e água com cloro, como por exemplo, água de piscina.

A solução é proteger os fios antes e após a exposição ao sol. Veja como abaixo.

 

CUIDADOS DOS CABELOS CONTRA O SOL

 

Precisamos proteger e tratar os fios capilares. Para aqueles cabelos que não foram muito expostos aos elementos externos, é preciso protegê-los antes que o dano aconteça. Já os cabelos que passaram por alterações e já sofrem com os danos causados pela radiação solar é preciso tomar ações de tratamento que reduzam ou eliminem os efeitos resultantes do dano.

Atualmente, existem diversos produtos sem enxague e com filtro UV para proteger os cabelos contra a radiação. Os cabelos tingidos merecem um cuidado especial, já que a exposição, além de danificar o fio, também pode alterar a cor. Veja abaixo algumas dicas para te ajudar a proteger o fio dos danos causados pelo sol:

1. Usar Produtos Sem Enxágue Com Filtro UV: Sempre quando a exposição solar for prolongada ou intensa, deve-se tomar um cuidado redobrado com os fios e usar produtos sem enxágue com filtros UV, para bloquear a penetração dos raios nocivos no fio de cabelo.

2. Adotar Barreiras Contra a Luz Solar:Procure usar acessórios protetores, isso inclui chapéus de todos os tipos, lenços, turbantes, etc. A proteção física é sempre a mais efetiva contra os danos solares.

3. Prender o Cabelo em um Coque: Quanto menos área para o sol atingir, menor será o dano causado por ele e, por isso, o coque é uma ótima alternativa para proteger os fios contra os raios solares.

4. Retirar Sempre o Cloro e o Sal: Quanto menos tempo essas substâncias ficarem no cabelo, menor será o dano, por isso, não deixe o cabelo secar com cloro e sal nos fios. Estas substâncias abrem as cutículas dos cabelos, deixando-os ainda mais sensíveis, portanto, sempre que sair do mar ou piscina tome uma ducha de água doce, sem cloro.

5. Usar Sombrinha Sempre que Possível: Quando o fio fica exposto durante muito tempo aos raios UV, mesmo em um ambiente urbano, isso causa danos ao cabelo. A sombrinha além de proteger as madeixas, ajuda na proteção do rosto!

6. Fazer Hidratação para Recuperar os Fios: Se você se expôs muito ao sol e teve o cabelo danificado, faça uma hidratação. A hidratação devolve a água que seus fios perderam e pode ser feita durante o banho, então você só vai precisar de uma boa máscara capilar. Para quem tem as madeixas um pouco mais danificadas, a dica é apostar na reconstrução com queratina líquida, que oferece proteína e ajuda a recuperar a estrutura das madeixas.

E, não esqueça, só porque você não pode ver o sol, não significa que você não está sendo exposto a raios UV prejudiciais. Embora os dias possam ser mais escuros à medida que o inverno se aproxima em muitas áreas, devemos permanecer vigilantes e as sugestões acima são para clima frio e ventoso também!

Veja também “PRODUTOS COSMÉTICOS PARA GESTANTES”.

Deixe seu comentário, dicas e sugestões. Pesquise em nosso Blog e compartilhe com os amigos. Curta nossa página no Facebook e vejas novidades no nosso canal do YouTube.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.