MANCHAS NO ALVO

Em um país como o Brasil, de clima tropical, a exposição ao sol acontece com maior frequência e, em consequência disso, as pessoas acabam tornando-se susceptíveis a anomalias ou alterações na pigmentação da pele. Portanto, veja como prevenir o aparecimento de manchas e os principais produtos no mercado para clarear manchas causadas pelo sol, sardas e até as marcas provocadas por alterações hormonais, que são difíceis de apagar. Não Perca!

A pele é considerada um sinal universal de juventude e beleza, as manchas estão na lista das maiores preocupações durante quase todas as fases da vida. Mas, antes de como saber como prevenir o aparecimento de manchas ou clareá-las, vamos entender primeiramente como as manchas aparecem na pele.

 

O PAPEL DA MELANINA

 

O termo Discromia é utilizado para qualquer anomalia ou alteração na pigmentação da pele, sendo dividida em hipocromia; menos pigmentação em contraste com a cor natural da pele; e hipercromia; mais pigmentação ou pigmentação distinta da cor natural da pele.

O sol, sem dúvida, é o maior vilão quando se trata de hipercromia. Por mais que saibamos que o filtro solar é indispensável, seja na praia ou na cidade, são poucas as pessoas que têm o cuidado de passar o produto várias vezes ao dia, como recomendam os médicos dermatologistas. Como resultado, no final do verão, principalmente, a pele que foi exposta ao sol sem proteção está marcada e cheia de manchas.

As discromias são causadas, de modo geral, pela alteração na produção, na transferência ou na perda de melanina na pele. A melanina é uma proteína responsável pela cor da pele, dos olhos, dos pelos humanos e atua também em outros animais. Ela é produzida pelas células que se localizam na camada basal da epiderme, são os melanócitos.

A melanina é formada nos melanócitos por ação de uma enzima denominada tirosinase. Esta enzima age na tirosina e a transforma em DOPA (diidroxifenilalanina), e depois de ocorrerem vários passos bioquímicos esta substância é transformada em melanina. Existem dois tipos de melanina:

– Eumelanina: Tem predominância da cor acastanhada ou preta.

– Feomelanina: Tem cor avermelhada ou amarelada.

As pessoas que têm a pele clara geralmente correm grandes riscos de pele, isso porque há pouca produção de eumelanina em seu organismo, uma vez que, as células que produzem a melanina, além de dar pigmento à pele, também são responsáveis por sua proteção contra os raios ultravioletas.

Para melhor compreender como ocorrem as alterações na pigmentação da pele, é preciso conhecer a estrutura da pele. A pele é o maior órgão do corpo humano e ocupa em média uma área de 2 metros quadrados, o que corresponde cerca de 10 a 15% do peso total corporal.

É um órgão vivo que está em constante atividade e sua principal função é servir como barreira mecânica e química entre o ambiente externo hostil e o organismo interno. A pele é composta por três camadas, sendo elas:

 

 

– Epiderme: Camada superior, formada por vários estratos (basal, espinhoso, granuloso, lúcido e córneo) e está sempre em constante renovação. Nela encontra-se os melanócitos, que compõem cerca de 13% das células da epiderme. Os melanócitos não se multiplicam, mas conforme o local da pele, há maior ou menor concentração de melanócitos. No rosto, por exemplo, há o triplo dessas células do que existe em outras regiões do corpo. De modo geral, sua quantidade gira em torno de 1.500 por milímetro quadrado.

– Derme: Camada intermediária da pele. É um tecido resistente, nutre a epiderme e protege o corpo contra lesões mecânicas. Estão presentes nesta camada os folículos pilosos, as glândulas, as terminações nervosas, os vasos sanguíneos, alguns tipos de células, as fibras de colágeno e elastina, responsáveis por sua elasticidade. Essas fibras são degradadas pelas enzimas colagenase e elastase. Essas enzimas são produzidas em excesso quando se expõe a pele a luz solar, promovendo o envelhecimento precoce.

– Hipoderme: Localizada abaixo da derme, é formada por células de gordura. Essa camada ajuda a manter a temperatura do corpo e funciona como uma reserva energética, devido as células de gordura.

 

MANCHAS NO ALVO

 

Os princípios ativos despigmentantes ou clareadores são definidos como substâncias utilizadas em preparações tópicas, magistrais ou industrializadas, que interferem diretamente na síntese da produção de melanina.

Os agentes clareadores podem atuar em diferentes mecanismos de ação, como por exemplo, bloquear diretamente o processo de formação da melanina ou inibir a sua transferência, evitando possíveis depósitos excessivos de melanina na epiderme superficial, promovendo a uniformidade do tom da pele. Eles podem estra presente em cremes, géis e loções.

A cosmetologia vem cada vez mais investindo em pesquisas para descobrir novos princípios ativos clareadores, buscar produtos com menor grau de sensibilização, menor risco de fotossensibilidade e maior eficácia. Veja abaixo alguns produtos que o mercado oferece para eliminar as manchas da pele.

 

 

COMO PREVENIR O APARECIMENTO DE MANCHAS

 

Independente do seu tipo de pele, a única maneira de manter a cor da pele uniforme é protegendo-a dos raios solares e do calor excessivo. A principal maneira de manter todos os tipos de pele protegidos é através do uso rigoroso de filtro solar! O hábito deve ser adquirido ainda na infância. Além disso, outros costumes saudáveis podem, e devem fazer parte da sua rotina:

 

1 –  Usar Protetor Solar Todos os Dias

Quente ou frio, não importa a temperatura. O filtro solar deve ser usado diariamente para uma proteção completa contra os danos causados pela radiação solar. Os raios UVA e UVB são responsáveis pelo aparecimento de manchas, queimaduras e em casos mais extremos até câncer de pele.

 

2-  Evitar a Exposição Excessiva ao Sol e ao Calor

Utilize proteções físicas como chapéu, boné, óculos, guarda-sol e viseiras para reforçar a proteção solar do filtro.

 

3 – Resfriar a Pele

A grande incidência do sol pode causar alguns danos na pele como vermelhidão, sensação de ressecamento e irritação, que, posteriormente, podem se transformar em marcas. Portanto, resfrie e pele sempre que necessário: a água termal é ótima alternativa, pois os seus compostos têm ação anti-inflamatória e refrescante. Quando a região está cuidada, hidratada e fresca, as chances de aparecimento de manchas também diminuem.

 

4 – Redobrar os Cuidados com a Pele Durante a Gravidez

A atenção e cuidado com a pele deve ser redobrada, pois durante a gravidez há a propensão de escurecimento da mesma, mesmo quando a mulher não se expõe diretamente ao sol. Isso ocorre por conta do aumento dos níveis de hormônios estimuladores de melanina. Por isso, é essencial usar sempre protetor solar em todos os ambientes e também verificar a possibilidade de ingestão da vitamina C tópica, que minimiza o aparecimento de possíveis manchas.

 

5 – Evitar Tratamentos com Substâncias a Base de Ácidos Durante o Verão

É muito comum a utilização de alguns ácidos para tratar rugas, acnes e estrias. Entretanto, é fundamental seguir as recomendações médicas e do produto utilizado, e não se expor ao sol durante o tratamento, pois a incidência de calor nas regiões que estão expostas a ação do ácido pode provocar manchas e irritações. Por isso, a dica é evitar os procedimentos durante os meses mais quentes do ano e não abrir mão do filtro solar diariamente.

Veja também “A ESSÊNCIA DAS FRAGRÂNCIAS”.

Deixe seu comentário, dicas e sugestões. Pesquise em nosso Blog e compartilhe com os amigos. Curta nossa página no Facebook e vejas novidades no nosso canal do YouTube.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.