CARACTERÍSTICAS E CUIDADOS COM A PELE NEGRA

Conheça as particularidades, necessidades e nuances do tipo de pele que corresponde a mais da metade da população brasileira! Não Perca!

A pele  pode indicar o gênero, a idade, a etnia, o estado geral de saúde e pode transmitir outras informações sobre uma pessoa, como mostrar mensagens e sentimentos que vão além das palavras. Ela pode informar o estado de espírito ou emoções, como felicidade, angústia, tristeza e medo.

Dessa forma, a maquilagem diária tem um importante papel não apenas na parte estética, mas também a fazer com que as pessoas sintam-se livres de estigmas ou malformações e assim melhorar sua autoestima.

Contudo, a escolha do cosmético mais adequado  para determinada pessoa depende da nuance da pigmentação a ser disfarçada ou da tonalidade da pele a ser realçada, além de certas características da pele que precisam ser levadas em consideração como sua textura, hidratação, cor e grau de oleosidade. Assim, as formulações cosméticas precisam levar em consideração o tipo de pele para uma produção eficiente do seu produto.

 

CLASSIFICAÇÃO TIPOS DE PELE 

 

A classificação dos fotótipos de pele é realizada pela escala Fitzpatrick, criada em 1976 pelo médico norte-americano Thomas B. Fitzpatrick. Ele classificou a pele em fotótipos de um a seis, a partir da capacidade de cada pessoa em se bronzear, assim como, sensibilidade e vermelhidão quando exposta ao sol, sendo:

 

 

Atualmente, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) usa cinco categorias sobre etnia e cor da pele: branca, indígena, negra, parda e amarela. Entretanto, sabemos que no Brasil existem muito mais do que essas cinco cores de pele.

Um estudo realizado pela Universidade de Campinas, em 2005, identificou mais de 125 tons de pele no Brasil e 11 tipos étnicos  que representam a variação de pele encontrado no país. O estudo também revelou que, a cada dois anos, são identificadas quatro novas tonalidades de pele.

 

CARACTERÍSTICAS DA PELE NEGRA

 

A pele negra possui uma produção maior de melanócito, que é a célula produtora de melanina, produzindo grandes quantidades da proteína, que é responsável pele pigmentação da pele e de protegê-la contra a radiação ultravioleta do sol.

Por ter melanócitos mais produtivos e que respondem mais intensamente a estímulos variados, a pele negra responde mais a qualquer tipo de agressão, seja doença, medicamento ou procedimento e tende a manchar mais em qualquer circunstância que for estimulada, podendo ocorrer as manchas por machucados, picada de insetos, irritação, inflamações, peelings, etc. Outra característica é que, quando a pele está ressecada, também pode apresentar manchas mal delimitadas, relacionadas a desidratação da pele.

Além disso, a pele negra pode apresentar doenças como vitiligo e são mais propensas a apresentar deficiência de vitamina D. Contudo, a pele negra é mais espessa, pois suas camadas cutâneas estão fortemente unidas em uma estrutura rígida, o que a torna mais firme e resistente ao aparecimento de rugas, flacidez e celulite.

Apesar de aparentar jovialidade, a pele negra geralmente é extremamente seca, o que a torna opaca e sem vida, além de aparentar um tom acinzentado nas regiões extrassecas.

Na face, em geral, a pele é mista, sendo bastante oleosa na zona T e mais ressecada na região dos olhos. Já a pele branca é mais fina, com mais vasos e maior tendência a sardas, formação de rugas e flacidez, tanto corporal quanto facial.

Alguns dos problemas mais comuns à pele negras são:

* Fuliculite da Barba: Inflamação no folículo piloso que normalmente promove uma lesão infeccionada, como uma espinha. Comum em homens negros devido ao tipo de pelo que é mais curvo.

* Queloide: Decorrente a um “exagero” na cicatrização e geralmente ocorre após uma cirurgia ou queimadura.

*Hipercromia pós-inflamatória: São manchas que aparecem após um machucado, uma queimadura, picada de inseto ou irritação na pele.

*Hipercromia periorbital (Olheiras): A pele negra tende a ser mais escura ao redor dos olhos, não só na região da pálpebra inferior, como também na superior.

 

CUIDADOS COM A PELE NEGRA

 

A pele negra deve ser hidratada após o banho e pelo menos mais uma vez ao longo do dia, sobretudo em regiões de articulações como joelhos, cotovelos, tornozelos e dorso dos pés e mãos. É indicado o uso de hidratantes mais potentes, formulados com manteigas ou óleos.

A região dos olhos merece atenção especial por ser mais susceptível ao aparecimento de manchas e ao ressecamento. As áreas do nariz, centro da testa e queixo são propensas ao surgimento de cravos. Portanto, é aconselhável lavar o rosto com sabonete para pele oleosa, que contenha ácido salicílico ou glicólico. Se a pele for sensível deve ser usado, preferencialmente, sabonetes com substâncias calmantes como calêndula ou camomila.

O filtro solar deve ter, no mínimo, FPS 30, ser usado diariamente e reaplicado pelo menos duas vezes ao dia para diminuir a formação de manchas. A orientação também vale para ambientes fechados e com muita luz natural. Neste caso, deve-se usar produtos que ofereçam proteção para luz visível. A vitamina C também é importante para uniformizar a pele e evitar o envelhecimento.

Todos procedimentos realizados na pele negra devem ser feitos com muito cuidado e suavidade para que a pele não apresente reações inflamatórias ou manchas.

 

OPÇÕES NO MERCADO

 

Apesar do grande desenvolvimento que os produtos para maquilagem tiveram nos últimos anos, incorporando ingredientes que podem acrescentar outros benefícios, tais como hidratantes, filtros solares e vitaminas,  ainda é um verdadeiro desafio encontrar produtos que tenham acabamento com aparência natural, que combinem com a tonalidade de pele das consumidoras.

Uma queixa muito comum  nesse mercado é que muitas pessoas não conseguem encontrar maquilagem que combine com a sua cor de pele, especialmente as que têm pele  parda ou negra. Muitas vezes é preciso combinar duas ou mais tonalidades de base para obter a cor da pele, porém essa solução é inviável para a maioria das consumidoras, além de não ser uma solução prática.

Embora as opções de cosméticos e maquiagens para esse tipo de pele tenham crescido nos últimos anos, o segmento de cosméticos e produtos para o cuidado da pele negra no Brasil apresenta carências na comparação de outros mercados, como os Estados Unidos, e a discrepância entre a representatividade da população negra no país e a oferta de produtos elaborados para atender suas necessidades ainda é grande.

Temos, atualmente, a Avon e a Phebo como algumas das marcas com produtos específicos para a pele negra. A linha Avon Care Morena & Negra é composta por itens para rosto, corpo e mãos, formulados com manteiga de cacau e Karité. Já a Phebo possui mais de 200 itens composto por primer, corretivos, bases, pós, blushes, sombras, lápis, delineadores, máscaras, batons e gloss formulados para o clima e a pele da mulher brasileira, desde a mais clara à negra.

Veja também “TUDO O QUE PRECISA SABER SOBRE REPELENTES”.

Deixe seu comentário, dicas e sugestões. Pesquise em nosso Blog e compartilhe com os amigos. Curta nossa página no Facebook e vejas novidades no nosso canal do YouTube.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.